Uma Poesia Pode te Ajudar a Lidar com Mudanças em Projetos

Uma Poesia Pode te Ajudar a Lidar com Mudanças em Projetos

Um pouco de poesia para explicar como lidar com mudanças em projetos…

Você já parou para pensar como a vida é feita de escolhas?

“Será que faço aquela viagem ou guardo o dinheiro para fazer um curso?”
“Será que eu procuro um novo emprego agora ou continuo aqui onde estou?”
“Será que eu faço aquele exame que o médico passou ou espero mais um pouco?”

A todo instante precisamos tomar decisões. O seu dia também é assim?

O dia a dia num projeto também.

As atividades e eventos que planejamos dentro de um projeto nem sempre acontecem conforme o esperado.

Você já deve ter visto esse filme…

Aquele layout aprovado lá atrás, agora, o cliente quer fazer um pouco diferente. Às vezes não é fácil explicar ao cliente que a alteração irá impactar o prazo e o custo do projeto, ainda que a mudança seja bem vinda.

Então como fazer para que a mudança seja bem aceita por todos?

Compartilhar com o cliente o risco (positivo ou negativo) da mudança e mostrar que tudo é uma questão de escolha é uma ótima estratégia para tornar esse momento menos estressante.

Você poderia responder ao cliente:

– “Podemos propor um novo layout, mas, se fizermos isso agora, o projeto irá atrasar 7 dias. Uma alternativa é deixarmos a funcionalidade XYZ para depois do lançamento. O que você acha? Podemos seguir assim?”

As solicitações de mudança vão ocorrer e não devemos temer, nem evitar a todo custo. Muitas, inclusive, trarão bons resultados. Os projetos são como organismos vivos e estão sujeitos a evolução e adaptação ao ambiente.

O líder de um projeto deve entender e defender aos demais envolvidos, seja qual for o método de gestão que utiliza, se queremos “Ou Isto Ou Aquilo”, como propõe Cecília Meirelles em seu poema:

Ou Isto Ou Aquilo
(Cecília Meirelles)

Ou se tem chuva e não se tem sol,
ou se tem sol e não se tem chuva!
Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!
Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.
É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo nos dois lugares!
Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.
Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo…
e vivo escolhendo o dia inteiro!
Não sei se brinco, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranqüilo.
Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.

Assim tudo fica mais leve, não?

Bons projetos e boas mudanças!

PS: Se você quiser discutir este e outros desafios sobre liderança de projetos comigo e outros profissionais da área, clique aqui

Fundador, Instrutor e Consultor de Gerenciamento de Projetos e PMO na Business Camp. Mais de 14 anos de experiência em Digital, TI, Negócios, Finanças e Liderança. Liderou projetos locais e globais para grandes empresas e start-ups. Administrador, com especializações em Gestão do Conhecimento (FGV) e Gestão de Projetos (BSP). Certificados PMP, ScrumMaster e IBQTS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>